segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

LITTLE MONSTER


Sempre achei que fosse morrer jovem. Jovem assim, antes dos trinta. Desde pequena tinha essa sensação.

Mas na verdade, agora analisando a fundo,acho que me referia a outro tipo de morte.

Não era a morte do meu corpo que ia chegar logo.

Era a morte daquela pessoa que eu era.

A transformação que acaba matando coisas boas, sabe?

Porque pra gente crescer tem que ficar mais duro, cheio de amarras, cascas, proteções. Quase um monstrinho.

Acho que antes de tudo ( das contas, dos salários, da independência, da plena noção do perigo) eu era alguém bem melhor.

Mais leve. Mais simples. Mais natural.

Menos morta.

7 comentários:

Ju disse...

Grande verdade... viver se "podando" é também uma forma de "morrer".

bjo

Quimera disse...

Mas sabe que hoje, aos 30 anos, ainda tenho essa mesma sensação?
Talvez porque eu ainda vivo como uma adolescente 'enlouquecida' que acaba de descobrir o que a vida tem de bom hahahahahaha
Mas é assim mesmo que vejo a morte, como uma mudança, de certa forma, radical.
Gosto muito dos seus textos!
Beijocas

Carol Freitas disse...

Bruna, eu acho que reside tudo aqui: na 'plena noção do perigo', mesmo. Essa é, de fato, a descoberta que mata mais.

P.S: Acho que nunca comentei, mas adoro sua descrição! Posso pegar emprestado o 'muito chata??' rs.

Super beijo!

Marcus Vinícius Garcia disse...

Pode crer! Bela crônica! E viva a vida! =)

liendaa disse...

Bruna,

é bem engraçado a gente se sentir gual a tanta gente no mundo e ainda assim se sentir sozinha.
Eu sempre acompanho seu blog, pois estamos na mesma situação (moro sozinha), e me identifico muito com as coisas que vc escreve!

Seria legal se trocassemos figurinha!

Litltle monster, estamos juntas nessa, mesmo que separadas!
=)
Uhúúúúú

Beijos

Ruy Jobim Neto disse...

Oi, linda! que legal, encontrei teu blog mais novo!!!! eu também inaugurei um em janeiro, o COISAS DE TEATRO, que já tá com uns 60 seguidores e fala de tudo, com fotos, estreias (estréias sem acento, hehe) e tudo o mais! aparece lá também, Bruna! vou ler o teu blog com carinho enorme!
beijão!
www.coisasdeteatro.blogspot.com
Ruy

B. disse...

Gente!!!Tava sumida..mas sou assim..E apesar de tudo ,acreditem, estou sempre aqui!
Obrigada pelo carinho e pelos comentários!!!!!!!!!!!